quarta-feira, 20 de março de 2013

POLUIÇÃO PODE AGRAVAR A CALVÍCIE


Risco de ficar careca é maior do que em ambientes saudáveis
O avô é careca, e o pai está quase careca ?
Então há poucas hipóteses de não vir a perder o cabelo também, uma vez que
a calvície é hereditária.
A hereditariedade já era conhecida, mas agora os cientistas deram mais um
passo na percepção deste problema e descobriram que os fatores ambientais
também não ajudam muito.
Os homens que vivem em ambientes poluídos ou sujeitos ao fumo do tabaco aumentam em muito as probabilidades de virem a ficar calvos.
O estudo foi conduzido por investigadores da Universidade de Londres, e estes acreditam que as
toxinas encontradas no ar poluído e no fumo do tabaco podem fazer com que o cabelo pare de
crescer, ao bloquear a proteína que o alimenta.
Para confirmarem esta tese analisaram em laboratório folículos capilares de homens que sofrem
de calvície e identificaram deficiências no processo de crescimento dos cabelos, provocadas pelo
stress oxidativo, que resulta na acumulação de radicais livres e que danifica as células.
Mas nem tudo são más notícias, pois os mesmos cientistas afirmam que os resultados deste estudo
aumentam a esperança de encontrar um tratamento eficaz para a calvície, como o desenvolvimento
de cremes específicos que atuem localmente no combate aos efeitos dos poluentes.
A pesquisa vai continuar.

Fonte - "Sábado"

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search