terça-feira, 6 de novembro de 2012

DISTROFIA MUSCULAR

.
Há mais de 20 formas clínicas de distrofia muscular, designação genérica de
uma doença degenerativa, progressiva e incurável que afeta diversos músculos
e pode manifestar-se em qualquer idade.
Todos os casos são hereditários.
Uma dieta saudável e um cuidadoso controle do peso são muito importantes,
para evitar que os músculos já enfraquecidos não tenham de suportar a sobrecarga
adicional do peso excessivo.
Emagrecer ajuda não apenas os doentes a movimentarem-se mais facilmente,
mas também as pessoas que os ajudam, que podem ter de os levantar, para lhes
prestar auxílio, além disso nos estádios mais adiantados da doença, os músculos
respiratórios, debilitados, serão sujeitos a menor esforço.
Os doentes devem tentar não petiscar entre as refeições, reduzir a ingestão de
alimentos com elevado teor calórico e comer muitas fibras, as fibras dão volume
às fezes e regularizam o trânsito intestinal, reduzindo a obstipação muitas vezes
associada à doença, no entanto não se devem fazer dietas drásticas, que podem
agravar o enfraquecimento muscular, e podem beneficiar com a ingestão de grandes
quantidades de proteínas magras.
Em todas as suas formas, a distrofia muscular é caracterizada pela deterioração e degenerescência
 das fibras musculares, provocando fraqueza das pernas e costas e dificultando a marcha.
COMA : Proteínas magras (frango sem pele), pão e arroz integral, legumes e fruta fresca.
EVITE : Snacks entre refeições, bolos, bolachas e alimentos fritos.
.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search