segunda-feira, 21 de maio de 2012

TRATAR A EPILEPSIA COM A DIETA ? (2ª parte)

.
(continuação)

Os doentes epilépticos só devem tomar suplementos vitamínicos sob vigilância médica.
Determinados minerais também parecem ser benéficos em alguns casos:
O Magnésio, (abundante na farinha integral, painço, figos, carne, peixe, frutos secos e leguminosas);
O Zinco, (carne e miudezas, germe de trigo, frutos secos, caranguejos, ostras e lentilhas);
O Cálcio, (sobretudo no leite e nos lacticínios) parecem ajudar a evitar convulsões em algumas pessoas.
Embora ainda seja uma questão muito controversa, há provas que sugerem a provável existência
de ligação entre crises de natureza congénita e deficiência de manganés na alimentação da mãe.
São de boas fontes de manganés o arroz, o pão integral, o germe de trigo, os frutos secos, o berbigão,
as sardinhas, os figos e o ananás.
Num pequeno número de casos, as crises parecem ter tido origem em deficiências nutricionais e
baixo teor de açúcar no sangue.
As pessoas com epilepsia devem por isso controlar os seus níveis de açúcar no sangue fazendo
refeições equilibradas a intervalos regulares.
Alguns técnicos de medicinas alternativas dizem que as saladas mistas e fruta crua são eficazes
na redução do número e da intensidade dos ataque epilépticos.
O consumo de álcool em excesso leva normalmente a precipitar uma crise de ataques epilépticos.
.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search