quinta-feira, 19 de abril de 2012

VITAMINA B12

Presente em alimentos de origem animal e em produtos e suplementos enriquecidos, a vitamina B12
é necessária ao crescimento e divisão das células, à formação de glóbulos vermelhos e essencial à produção de
ADN, ARN e mielina, substância branca que forma uma bainha protetora que envolve certas fibras nervosas.
Necessária em porções reduzidas, 1,5 mcg satisfazem as exigências diárias de um adulto, só é
absorvida pelo organismo com uma glicoproteína, o fator intrínseco, produzida no estômago.
A anemia perniciosa resulta em geral da incapacidade de produzir o fator intrínseco, sem o qual a vitamina B12
não é absorvida, mas também pode derivar de uma deficiência dietética desta vitamina.
Caracterizada pela produção de glóbulos vermelhos anormais e por ser fatal se não for tratada, a
anemia perniciosa, cura-se com injeções de vitamina B12.
Qualquer dieta que contenha proteínas de origem animal fornece uma dose adequada de vitamina B12.
Uma porção de peixe magro ou um ovo satisfazem as necessidades diárias de um adulto;
Uma dose grande de cereais de pequeno-almoço enriquecidos, ou um copo grande de leite é cerca de metade da DDR.
Se a ingestão for muito reduzida, a vitamina pode ser reciclada no organismo a partir da bílis.
Os vegetarianos obtêm em geral suficiente vitamina B12, dos ovos e lacticínios, mas os veganos e os bebés amamentados
por mães veganas podem sofrer de deficiência do nutriente, a menos que tomem suplementos ou comam alimentos enriquecidos.
Aos vegetarianos, a deficiência pode causar fadiga, e aos veganos, anemia megaloblástica e lesões do sistema nervoso.
Estas lesões podem ocorrer nos veganos mesmo sem anemia, pois a ingestão elevada de folatos
através da dieta detém a doença, mas permite a evolução dos sintomas neurológicos mais insidiosos.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search