quarta-feira, 18 de abril de 2012

OVOS CASEIROS, OU NÃO ?

A utilização de qualificativos como "caseiros" ou do "campo" em ovos que se encontram à venda nos mais
variados estabelecimentos comerciais, podem induzir os consumidores em erro, pois esses ovos podem ter
sido postos por galinhas criadas em aviários, e não por galinhas que sejam criadas a debicar à solta por uma quinta.
A lei que legisla sobre o assunto, permite que tal designação seja aplicada aos ovos de aves de aviário
que durante o dia tenham acesso a terrenos ao ar livre reservados para o efeito, o que diga-se aliás,
para o resultado final que se pretende, ou seja, a qualidade do ovo que se pretende é muito pouco significativo.
Outras designações são igualmente confusas, por exemplo as que referem ovos de galinhas
criadas em locais fechados, tipo celeiros, sem acesso a terrenos ao ar livre, como ovos de "criação".
Qualquer que seja o tipo de qualificação, rejeite sempre os ovos que apresentem cascas rachadas ou danificadas.
Não é verdade que os ovos castanhos sejam melhores para a saúde do que os brancos, os dois tipos são igualmente nutritivos.
Os ovos devem ser guardados no corpo do frigorífico e não na porta.
Coloque-os dentro de uma tigela, de modo que o ar possa circular, ou na embalagem original, e controle o prazo de validade.
Guarde-os com a extremidade mais estreita para baixo para que a gema se mantenha no centro do ovo,
afastada da bolsa de ar situada na extremidade mais larga do ovo.
Podem conservar-se os ovos desta forma durante um período máximo de três semanas.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search