quinta-feira, 12 de abril de 2012

ESQUIZOFRENIA - (2ª Parte)

(continuação)
No entanto, diminuir o consumo de leite pode reduzir a ingestão de cálcio, pelo que quando o doente adopta
uma dieta sem leite, é importante compensar a falta desse alimento através de outros muitos alimentos ricos
em cálcio, como, legumes verde-escuros, fruta seca, frutos secos e sardinhas de lata com espinhas.
Para além disso, deve ser reduzida a cafeína, que aumenta a eliminação do cálcio através dos rins.
O trigo e outros alimentos que contêm glúten podem ser substituídos por produtos derivados de
batata e cereais, como milho, painço e arroz.
O consumo do álcool deve ser eliminado pois muitas vezes pode interagir perigosamente com a medicação.
Os sintomas da esquizofrenia raramente se manifestam de forma permanente e a maior parte
dos doentes passa por períodos de aparente normalidade.
Tal facto levou alguns investigadores a suspeitar que os sintomas psiquiátricos poderiam ser produzidos
pelo metabolismo anormal de alguns alimentos comuns, o que afetaria a atividade química de todo o
organismo, incluindo o do próprio cérebro.
Embora se deva sublinhar o facto de a esquizofrenia não poder ser controlada apenas através da alimentação,
uma dieta alimentar saudável e equilibrada que forneça os nutrientes essenciais e elimine quaisquer
alérgenos conhecidos ou possíveis em combinação com um regime medicamentoso apropriado, pode
proporcionar ao doente um auxílio real.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search