quinta-feira, 29 de março de 2012

A RELAÇÃO ENTRE A DIETA E O CANCRO

.
O avanço dos conhecimentos científicos, associado a uma compreensão crescente do papel das
vitaminas na prevenção e na cura das doenças, trouxe novas esperanças aos doentes de cancro.
Pensa-se que fatores não-dietéticos são responsáveis por dois terços dos cancros.
Um vírus, por exemplo, é a principal causa do cancro do colo do útero.
Calcula-se que o outro terço dos cancros esteja diretamente ligado com a nutrição, seja devido
à falta dos nutrientes essenciais na dieta, ou seja pelo excesso de determinados alimentos.
O baixo consumo de betacaroteno, por exemplo, pode estar associado ao aparecimento do
cancro da bexiga e a sua falta poderá aumentar o risco dos cancros do pulmão, laringe e esófago.
Baixos níveis de vitaminas do complexo B e de vitamina C, têm também sido associados ao cancro,
tal como o consumo de tabaco e de álcool.
Tanto o tabaco como o álcool, são ambos depauperantes das reservas destas vitaminas no organismo.
Certos aditivos, foram também apontados como depauperantes das reservas vitamínicas e pode
compensar o problema, com o aumento da ingestão de vitaminas.
.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search