sábado, 31 de março de 2012

HÉRNIA DO HIATO

Este problema, frequente, ocorre quando parte do estômago penetra no tórax por uma zona de fragilidade
na abertura do diafragma (hiato), por onde o esófago atravessa para a cavidade abdominal.
Isto permite o refluxo dos ácidos do estômago para o esófago, o que pode causar azia crónica,
(que piora quando o doente se deita), indigestão, flatulência e uma sensação de dor e ardor na
parte de trás da garganta, mas muitas vezes não se verificam sintomas.
Se tem uma hérnia do hiato evite refeições abundantes e pesadas que distendam excessivamente
o estômago e coma 4 ou 5 refeições pequenas por dia.
Deixe de fumar, pois o tabaco aumenta a acidez do estômago, evite os alimentos fritos e gordos,
que agravam a indigestão, e ácidos, como os pickles e vinagre, pois provocam azia.
Beba água ou chá de ervas calmantes, exceto de hortelã-pimenta.
Como o álcool e o café, o chá de hortelã-pimenta relaxa o esfíncter do esófago, estimulando o
refluxo dos sucos gástricos do estômago, evite bebidas gaseificadas, que provocam eructação, e
alimentos muito quentes ou frios, pois podem ser causa de irritação.
Tente não comer nem beber durante pelo menos 3 horas antes de ir para a cama, pois quanto
mais vazio estiver o estômago, menos desconforto sentirá.
Alguns técnicos de medicinas alternativas defendem a adição de certas ervas aromáticas aos alimentos durante
a cozedura, afirmando que podem facilitar a digestão, sobretudo o alecrim, a salva, o estragão, o funcho, o endro e a hortelã.
Uma medida prática para minimizar qualquer eventual desconforto quando se está deitado, consiste
em levantar a cabeceira da cama cerca de 7 a 8 centímetros usando uns calços para o efeito pretendido.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search