segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO NA ANEMIA

.
Quando o nível de hemoglobina (a molécula proteica que transporta o oxigénio no sangue),
baixa ou o número de glóbulos vermelhos desce abaixo do normal, verifica-se uma redução do
fornecimento de oxigénio aos tecidos.
A anemia daí resultante pode ser moderada (manifestando-se por fadiga e fraqueza generalizada),
ou grave, com sintomas de letargia mais pronunciados e acompanhados de palidez, dificuldade de
respiração, palpitações, tonturas, pés inchados e dores nas pernas.

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO

A insuficiência de ferro é a causa mais comum de anemia, especialmente entre os adolescentes e as
mulheres durante o período fértil, as crianças mais pequenas podem também correr algum risco,
pois a sua alimentação à base de leite é com frequência pobre em ferro.
Uma dieta insuficiente em carnes vermelhas, miúdos, peixe, criação e legumes verdes desencadeia a anemia.
O fígado é a mais rica fonte de ferro, mas deve ser evitado durante a gravidez, dado que o risco de
excessiva ingestão de vitamina A, pode dar origem a malformações no feto à nascença.
Como o ferro não é facilmente absorvido pelo organismo, pode verificar-se uma deficiência mesmo
com uma dieta rica neste mineral.
O tanino do chá pode inibir a absorção de ferro pelo que deve evitar-se chá às refeições.
O ácido fítico presente no farelo de trigo e o arroz integral pode inibir a absorção de ferro.
Embora o organismo absorva com mais facilidade o ferro de fontes animais, como a carne e o
peixe do que de legumes de folha verde, cereais, leguminosas e outros alimentos vegetais, a sua
absorção a parir destas fontes pode ser melhorada se a refeição for acompanhada com uma fonte
de vitamina C, como salada de tomate, ou sumo de laranja, por exemplo.
Os cereais de pequeno-almoço enriquecidos são uma razoável fonte de ferro.
.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search