sábado, 14 de janeiro de 2012

VITAMINA C - Parte 2/2

(continuação)
Citrinos, morangos, groselhas, goiabas, kiwii e pimentos apresentam elevados teores
desta vitamina, a dose normal para um adulto, cerca de 40mg por dia, pode ser
fornecida por uma laranja pequena, um pêssego grande ou um kiwi.
Os fumadores que têm necessidades de vitamina C pelo menos duas vezes superiores
às dos não-fumadores, precisa de 80 miligramas ou mais por dia.
Uma batata média fornece 1/4 da dose diária necessária a um adulto não-fumador.
Apesar do seu teor de vitamina C modesto, as batatas contribuem significativamente
para a sua ingestão global nas regiões onde são utilizadas como alimento básico.
A vitamina C melhora a ingestão de ferro dos vegetarianos ou de pessoas que não
comem muita carne, porque o ferro, presente em muitos alimentos de origem vegetal,
é absorvido de uma forma mais eficiente quando estes alimentos são acompanhados
por alimentos ou sumos que contenham vitamina C.
Tem-se associado um risco reduzido de alguns tipos de cancro e doenças cardíacas a
dietas ricas em frutas e legumes, mas ainda está por esclarecer a importância da
vitamina C neste campo.
Afirmações de que a ingestão diária de 1000 mg ou mais de vitamina C protege ou
cura a constipação nunca foram provadas, embora os suplementos possam levar a
uma diminuição dos sintomas e sua duração, não podem evitar realmente que as
pessoas se constipem, além disso, a longo prazo, as megadoses de vitamina C podem
dar origem à formação de calcificações (pedra nos rins) nas pessoas mais susceptíveis
e ainda a dores de cabeça, distúrbios do sono e problemas de estômago.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search