segunda-feira, 23 de junho de 2008

D. AFONSO HENRIQUES - O CONQUISTADOR


O 1º REI DE PORTUGAL


1º Rei de Portugal, nasceu em 25 de Julho de 1109 em, Guimarães, ou Viseu, ou Coimbra (existem várias versões), filho do conde Henrique de Borgonha e de D. Teresa, filha de Afonso VI, de Leão, que dera a seu genro o condado de Portugal. Quando o conde D. Henrique faleceu, D.Teresa, ainda formosa mulher, ligou-se a Fernão Peres de Trava, fidalgo Galego, detestado pela nobreza e pelo povo, D. Afonso pôs-se à frente de uma revolta contra a Rainha, desbaratou em São Mamede os partidários da Rainha, e ficou senhor do condado.
Três vezes sucessivas invadiu a Galiza, derrotando os Leoneses na Batalha de Cerneja (1137).
Ameaçado pelos Mouros que tinham invadido o território do condado, correu a atacá-los e destroçou-os na batalha decerto imprópriamente denominada de Ourique (1139).
Seguiram-se novas lutas com os Leoneses, às quais sucederam períodos de tréguas e que terminaram definitivamente pelo Tratado de Zamora (1143), em que Afonso VII reconheceu o título de Rei que D. Afonso tomara 3 anos antes. Daí em diante, a vida de D. Afonso Henriques é uma luta contínua contra os Mouros. Em 1147 arrebata-lhes Santarém, por surpresa e de assalto. Meses depois, auxiliado por uma armada de cruzados, toma-lhes Lisboa; e depois sucessivamente, Álcacer Do Sal, Évora, Beja, Serpa e muitas outras povoações e castelos caem em poder do Rei de Portugal. Em toda a parte D. Afonso Henriques combate como um simples cavaleiro, sempre na frente de batalha, expondo-se a todos os perigos e sendo ferido por várias vezes. Antes de terminar a sua longa e gloriosa carreira, cometeu o erro de quebrar as pazes com Fernando II, Rei de Leão, tentando arrebatar-lhe Badajoz, cidade a que montou o cerco. Mas foi surpreendido pelo Rei Leonês, em cujas mãos caiu prisioneiro.
D. Fernando II concedeu-lhe generosamente a liberdade, exigindo porém a restituição dos territórios de que D. Afonso se apoderara.
D. Afonso Henriques faleceu em Coimbra, em 6 de Dezembro de 1185, tendo reinado durante 57 anos.

Encontra-se sepultado no Mosteiro de Santa Cruz em Coimbra, mosteiro erigido no tempo de D. Manuel I.
O seu nome incutia muito respeito entre os Mouros, a quem chamavam "Ibn-Errik"(filho de Henrique).

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search