quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Nova espécie no Lago Vitória evoluiu nos últimos 30 anos

.
Fêmeas deixaram de responder à cor e cruzam-se com machos de outra espécie.
Nas águas turvas do lago Vitória, em África, um dos mais poluídos do mundo,
as espécies de peixes cíclideos lutam pela sobrevivência.
Das 500 diferentes espécies destes peixes que ali existiam há 30 anos, restam apenas 250.
Mas, no meio desta luta pela sobrevivência, ainda há espaço para o surgimento de novas
espécies. Um acontecimento inédito pela sua rapidez, mas decorrente, afinal, da própria
situação da fauna piscícola naquele lago e das suas condições ambientais.
Os cíclideos são muito seletivos quando toca à reprodução.
As fêmeas destas espécies só escolhem machos da sua própria cor: vermelhos ou azuis.
Duas espécies distintas, que vivem a profundidades distintas também.
Os azuis vivem em águas mais superficiais e os vermelhos nas mais profundas.
O que aconteceu no lago Vitória foi que as espécies se misturaram, independentemente das
cores (as fêmeas deixaram de distinguir as cores devido à turvidez das águas) e deram assim
origem a uma nova espécie híbrida, a meio caminho entre as duas.
O estudo foi publicado na edição de 2 Outubro de 2008 da Nature.

Fonte: Diário de Notícias

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search