domingo, 13 de maio de 2012

MENOPAUSA

A cessação da menstruação chama-se menopausa, ocorre geralmente entre os 45 e os 55 anos,
embora a idade em que se inicia seja muito variável.
Para algumas mulheres, os afrontamentos, os suores noturnos, as alterações de humor e a depressão
que podem acompanhar a menopausa são quase insuportáveis.
Para outras é uma fase muito menos traumática e algumas mulheres, sentem-na mesmo, como um processo positivo.
Alguns sintomas são resultado de flutuações e desequilíbrios hormonais, que também fazem aumentar
o risco de doenças de coração e de osteoporose, doença em que o tecido ósseo se torna mais vulnerável a fraturas.
A terapêutica de substituição hormonal (TSH) pode contrariar muitos dos sintomas desagradáveis
da menopausa, reduzir o risco de osteoporose e, possivelmente de doença cardíaca se seguida durante muito tempo.
A TSH também aumenta o risco de cancro da mama e não é aconselhável para todas as mulheres.
Algumas alterações na alimentação podem ser benéficas, embora ainda esteja por provar a relação entre a dieta e o alívio dos sintomas.
A partir da menopausa, a necessidade de ferro diminui, pois a mulher deixa de perder sangue através da menstruação,
mas por outro lado a necessidade de cálcio aumenta para evitar que a perda de massa óssea seja muito acentuada.
Para alguns especialistas as mulheres na menopausa precisam de pelo menos de 1000 mg de cálcio/dia.
As melhores fontes dietéticas de cálcio são, os lacticínios e os legumes de folha verde.
Para absorver o cálcio de forma eficaz, o organismo precisa de vitamina D, e os peixes gordos, são uma óptima fonte
dessa vitamina, e as sardinhas em lata de conserva também, desde que tenham espinhas, que são ricas em cálcio.
Evite comer Farelo cru, pois inibe a absorção do cálcio, e reduza a ingestão de chá e café, pois aumentam a excreção do cálcio.
Muitas mulheres engordam na menopausa, e um aumento de peso excessivo pode provocar níveis elevados
de colesterol no sangue, aumentando assim o risco de doença cardíaca, para controlar o peso e os
níveis de colesterol, opte por lacticínios magros e reduza as gorduras saturadas na dieta e evite o álcool.
Existe atualmente a possibilidade de substâncias vegetais, designadas por fitoestrogénios, poderem
reduzir a gravidade dos afrontamentos e de outros sintomas da menopausa.
Os fitoestrogénios, que simulam os estrogénios humanos encontram-se em muitos alimentos,
mas estão especialmente concentrados em feijões de soja e em rebentos de alfafa.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search