segunda-feira, 14 de maio de 2012

A GOTA (2ª parte)

O PROBLEMA DAS PURINAS:
As pessoas que sofrem de gota são geralmente submetidas a tratamento medicamentoso, podendo,
no entanto serem aconselhadas a reduzir a ingestão de alimentos ricos em purinas, pois o consumo
de grandes quantidades desses alimentos podem fazer aumentar os níveis de ácido úrico no sangue,
levando á formação de depósitos de sais de ácido úrico nas articulações.
São alimentos ricos em purinas; as miudezas, caça, anchovas, sardinhas, aves, marisco e leguminosas.
São alimentos com baixo teor purinas; fruta e sumos de fruta, frutos secos, lacticínios, ovos e legumes,
(excepto os espargos, couve-flor ervilhas, espinafres e cogumelos).
ÓLEOS DE PEIXE:
Estudos efetuados neste campo revelaram que os ácidos gordos ómega-3 podem diminuir a produção
de compostos inflamatórios pelo organismo.
Os suplementos de óleo de peixe, que contém ácidos gordos ómega-3, podem proporcionar aos
doentes com gota algum alívio em caso de tumefação dolorosa nas articulações.
SINTOMAS E ESTATÍSTICAS:
Se bem que o dedo grande seja um local em que a gota se manifesta com frequência, a dor intensa
que carateriza a doença pode surgir nas articulações de quase todo o corpo, embora nunca na coluna.
Muitas vezes extremamente dolorosa, a gota afeta 16 em cada 1.000 homens, sendo no entanto
menos comum entre as mulheres,(3 em 1.000), que raramente sofrem da doença antes da menopausa.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search