sábado, 14 de abril de 2012

CLORO E COBRE

CLORO
Este mineral atua com o potássio e o sódio na manutenção do equilíbrio dos líquidos e dos
eletrólitos do organismo.
As concentrações mais elevadas de cloro no organismo encontram-se no líquido cefalorraquidiano
e nos sucos digestivos do estômago.
A principal fonte dietética de cloro é o sal de mesa(cloreto de sódio).
Assim, se a ingestão de sal diminuir, os níveis de cloro podem descer.
Quando a ingestão alimentar for baixa, os rins reabsorvem o cloro de forma eficiente pelo que
raramente se verifica uma deficiência dietética.
As perdas excessivas de cloro ocorrem pelos processos de perda de sódio; através da transpiração, diarreia e vómitos.

COBRE
Elemento constituinte de muitos enzimas, como o superóxido dismutase, que protege contra as
lesões dor Radicais livres, o cobre é essencial à formação do tecido conjuntivo, que sustenta e
separa os órgãos e se encontra nos tendões, cartilagens e ossos.
O cobre é importante para o crescimento dos ossos e para a absorção do ferro dietético;
a falta de cobre pode originar anemia ferripriva, pois este mineral ajuda a tornar o ferro
armazenado utilizável na formação de glóbulos vermelhos.
O cobre está ligado à formação da melamina, o pigmento que dá cor à pele a ao cabelo.
Fígado, marisco, cacau, frutos secos e cogumelos são boas fontes de cobre.
A deficiência, rara, afeta quase só bebés prematuros e crianças que sofram de malnutrição,
diarreia crónica, ou problemas de absorção.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search