sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

A QUALIDADE DAS PROTEÍNAS

.
Durante o processo da digestão, as proteínas que ingerimos são decompostas em aminoácidos,
que são depois absorvidos e utilizados para produzir outras proteínas.
Dos 20 aminoácidos diferentes que em regra existem nas proteínas vegetais e animais, a maioria pode ser
produzida pelo organismo humano, mas há oito aminoácidos essenciais que só podem ser obtidos através da alimentação.
A principal razão pela qual nós precisamos de proteínas na dieta é para obter esses oito
aminoácidos essenciais; isoleucina, leucina, fenilalanina, valina ,treonina, metionina, triptofan e lisina.
Nas crianças a histina também é considerada aminoácido essencial, pois não conseguem produzi-la
em quantidade suficiente para satisfazer as suas necessidades.
Como as proteínas dos alimentos de origem animal contêm todos os aminoácidos essenciais nas
proporções necessárias ao organismo, eram designadas por proteínas completas( ou de 1ª classe).
As proteínas de fontes vegetais, que nem sempre contêm todos todos os aminoácidos essenciais
eram as incompletas (ou de segunda classe).
Na prática, a classificação é irrelevante, pois a dieta humana inclui uma mistura de proteínas
vegetais, e a deficiência de uma é compensada pelo excesso de outra.
Por exemplo, as proteínas do feijão e do trigo, quando consumidas em simultâneo, fornecem
níveis de aminoácidos semelhantes aos da carne .
Um vegetariano que coma variadas proteínas vegetais ingere tantas proteínas como quem come carne regularmente.
Hoje , as proteínas são classificadas como de alta ou baixa qualidade.
As de alta qualidade são fornecidas pela carne , aves, peixe, ovos e feijão de soja; as de baixa
qualidade, por frutos secos, leguminosas, pão , arroz, massas e batatas.
.

Nenhum comentário:

PESQUISE NO TRUQUES & DICAS

Custom Search